Quando se sente dor, enfrentar o dia a dia é como começar a percorrer um longo caminho. Nesta secção, pretendemos contribuir com algumas regras simples para que possa abordar facilmente diferentes situações

Atividade Diária

Retomar a atividade diária implica uma atitude positiva e um esforço que serão recompensados à medida que voltamos a realizar as atividades quotidianas. Para tal, devemos:

  • Seguir as indicações do nosso médico.
  • Informar o nosso médico de tudo o que lemos ou nos recomendam outros médicos.
  • Pedir ao médico explicações detalhadas e percetíveis sobre o nosso estado.
  • Fazer exercício físico diário adequado às nossas necessidades, idade e estado de saúde. O exercício moderado permite que, no futuro, a mobilidade seja melhor.
  • Retomar as nossas atividades diárias, tanto pessoais como laborais, sempre que tal for possível. Voltar a sentir-se ativo e útil diminui o tempo em que se pensa na dor e melhora a qualidade de vida
  • Aprender a relaxar e a ter cuidado com as posturas e os movimentos.
  • Fomentar e promover as relações sociais. A família e os amigos podem ser um bom aliado contra a dor.

Quando se levanta

  • Vire-se de lado.
  • Devagar, baixe as pernas para fora da cama, ao mesmo tempo que, com os braços apoiados na cama, se impulsiona para cima.
  • Permaneça sentado durante alguns segundos e, colocando as mãos na cama de ambos os lados do corpo, levante-se devagar.

Cuidados Pessoais

  • Existem muitos objetos fáceis de adquirir e de instalar na casa de banho para facilitar a higiene pessoal. Se tem dificuldade em aceder ao duche, utilize barras laterais para se agarrar e conseguir um impulso com maior facilidade. Caso se canse rapidamente, utilize um banco de banheira.
    • Para se pentear, utilize pentes de cabo longo.
    • Utilize peças de roupa e calçado cómodos. Conseguirá vestir-se de forma mais fácil se utilizar roupa folgada, que não exerça pressão sobre o corpo ao vesti-la.
    • Use calçadeiras compridas para o calçado e acessórios que lhe permitam calçar meias.

Nas horas de lazer

  • Quando se sente dor, é fundamental incorporar no dia a dia uma atividade física ligeira a moderada para fomentar a mobilidade e contrariar o sedentarismo. Um passeio diário ou exercícios em casa são uma boa solução, sempre que forem realizados com regularidade e o médico ou fisioterapeuta estejam informados dessas atividades.
  • Para ler, coloque o livro aberto numa mesa ou sobre um suporte que não o obrigue a baixar a cabeça, mesmo na cama.
  • Se conduz, coloque o assento do condutor de modo que lhe seja cómodo aceder a todo o painel de comandos. Quando viaja, programe paragens e saia do carro com cuidado e devagar.

No trabalho

  • Sente-se numa cadeira ajustável com um bom apoio lombar que lhe permita manter uma postura correta, qualquer que seja o tipo de dor.

    • Coloque ao alcance da mão tudo aquilo de que precisa para o seu trabalho diário. Evitará, assim, levantar-se desnecessariamente.

    • Programe momentos de descanso postural. Levante-se da cadeira de hora em hora e dê um pequeno passeio.

    • Se o trabalho implica o manuseamento de cargas pesadas, suporte os objetos próximo do corpo – tal gera menos tensão nas articulações. Sempre que possível, utilize ferramentas para arrastar os objetos ao invés de levantá-los.

Para dormir

  • Muitos especialistas recomendam a mudança do colchão todos os 6 a 8 anos. Um colchão em más condições pode dificultar o processo do sono. Se for confortável para si, utilize uma almofada cervical.

    • Quando dormimos, o nosso corpo tende a colocar-se na postura que lhe é mais cómoda para aliviar a dor, embora muitas vezes conseguir adormecer seja a parte mais difícil. Verifique qual a postura mais confortável e utilize almofadas como apoio.

    • Evite a automedicação para dormir.