As enxaquecas afetam cerca de 8 a 20% da população. São dores agudas que, com frequência, as pessoas afetadas conseguem relacionar com a ingestão de determinados alimentos. Mudanças nos hábitos de vida, diminuição das horas de sono, saltar refeições ou o início de dietas podem levar ao surgimento deste tipo de dor.1

As enxaquecas foram relacionadas com a presença de aminas que determinados alimentos contêm de forma natural. As aminas incluem azoto, o que faz com que contribuam para dar sabor e aroma a alimentos de origem animal e vegetais. Demonstrou-se que as pessoas que sofrem de enxaquecas não são capazes de metabolizar com rapidez as aminas, o que faz com que estas permaneçam mais tempo no organismo, causando dores de cabeça.2,3

Foi claramente determinada uma relação entre enxaquecas e alimentos como:4

  • Queijos curados
  • Chocolate, café e infusões
  • Bebidas alcoólicas
  • Alimentos em escabeche
  • Enchidos
  • Frutos secos
  • Conservas
  • Frutos como abacate, framboesas e bananas
  • Lentilhas
  • Determinados produtos lácteos

Todos estes alimentos podem ou não afetar as pessoas com propensão para enxaquecas. É importante proceder a um controlo da alimentação e verificar que alimentos podem estar na sua origem.4 Por outro lado, os frutos com vitamina B12 e vitamina C podem ajudar a aliviar a dor, bem como a ingestão de ácidos gordos não saturados:4

  • Peixes
  •  Óleos vegetais

REFERÊNCIAS

  1. Harrington, E. Diet and migraine. Journal of Human Nutrition. 1980;34 175-180.
  2. Maga, J A. Amines in Foods. In CRC Critical Reviews in Food Science and Nutrition. 1978;61 373-403.
  3. Rose, FC. The pathogenesis of migraine. Journal of the Royal Society of Medicine. 1991;84 519-521.
  4. Scharff, L and Marcus, DA. Chocolate and headache: is there a relationship? In Chocolate and Cocoa. Health and Nutrition. 1999; Ed. Knight, I. Blackwell Science Ltd, Oxford, pp. 229-239